Home H
Horto de Dois Irmãos

Maria do Carmo Andrade

Bibliotecária da Fundação Joaquim Nabuco

Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

            

           O Parque Estadual Dois Irmãos também conhecido como Jardim Zoobotânico ou Horto Florestal, está localizado na Praça Farias Neves s/n, no bairro recifense de Dois Irmãos.

         A história do Parque remonta à fundação do Horto Florestal de Dois Irmãos, quando na primeira metade do século XIX, as terras onde atualmente está localizado o bairro de Dois Irmãos, pertencia ao Engenho Apipucos, fundado em 1577 e de propriedade dos irmãos Tomas Lins Caldas e Antônio Lins Caldas.

         Nesse engenho havia uma área denominada Pedra Mole, onde ficava um grande lago conhecido como Lago da Prata. Na antiga localidade de Pedra Mole foi criado o Horto Florestal de Dois Irmãos, na gestão do general Dantas Barreto, governador de Pernambuco, no período de 1911 a 1915.

         A reserva do Horto Florestal, considerado uma das maiores áreas de Mata Atlântica de Pernambuco, permite aos visitantes conhecer o ecossistema, suas plantas e seus animais nativos, como preguiças, sagüis, quatis além de uma enorme variedade de pássaros.

         Em 14 de janeiro de 1939, durante o governo do interventor federal em Pernambuco, Agamenon Magalhães, foi criado na área do Horto Florestal, o Jardim Zoobotânico de Dois Irmãos, tendo como seu primeiro diretor, o professor e ecólogo João de Vasconcelos Sobrinho (1908-1989), um dos primeiros pernambucanos a lutar pelas causas ambientais no Estado e responsável pela introdução do estudo da ecologia como ciência na Universidade brasileira.

         O Jardim Zoobotânico de Dois Irmãos foi transformado em reserva Ecológica pela Lei nº 9.989, de 13 de janeiro de 1989. A partir de 7 de setembro de 1997, o Jardim passou a ser chamado de Parque Dois Irmãos, abrangendo uma área de 387,4 hectares, incluindo os açudes da Prata, do Meio e o de Dois Irmãos, além dos 14 hectares de área construída.

         Finalmente, em 29 de dezembro de 1998, o governo do estado homologou a Lei nº 11.622, transformando a Reserva Ecológica de Dois Irmãos em Parque Estadual Dois Irmãos, atualmente subordinado à Secretaria de Ciência e Tecnologia e Meio Ambiente.

         O Parque possui cerca de 850 animais entre aves, répteis e mamíferos distribuídos em mais de 120 espécies e se destaca pela realização de atividades nas áreas de educação ambiental e reprodução de animais em cativeiro.

         É também um concorrido ponto turístico com ambiente favorável à realização de piqueniques, visitado por pessoas de todas as idades e classes sociais, especialmente pelo público infantil que está descobrindo a fauna e a flora pernambucanas.

         Recife, 28 de agosto de 2008.

         (Atualizado em 9 de setembro de 2009).

FONTES CONSULTADAS:

DOIS Irmãos. Revista Policial de Pernambuco, Recife, p. 4-5, jun. 1962.

HORTO Zôo-botânico de Dois Irmãos. Disponível em: <http://www.bicharada.net/animais/zoos.php?id=30>. Acesso em: 8 ago. 2008.

PARQUE Dois Irmãos. Disponível em: <http://sergiosakall.com.br/introdução/zoo_recife.html>. Acesso em: 8 ago. 2008.

PERNAMBUCO DE A/Z. Disponível em: <http://www.pernambucodeaz.com.com.subsecao_ler.php?id=MTg2>. Acesso em: 8 ago. 2008.

COMO CITAR ESTE TEXTO:

Fonte: ANDRADE, Maria do Carmo. Horto de Dois IrmãosPesquisa Escolar Online, Fundação Joaquim Nabuco, Recife. Disponível em: <http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/>. Acesso em: dia  mês ano. Ex: 6 ago. 2009.

 
Copyright © 2019 Fundação Joaquim Nabuco. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido pela Fundação Joaquim Nabuco