Home
Hino da Cidade do Recife

 

Letra Manoel Aarão
Música Nelson Ferreira

Mauricéia, um clarão de vitória,
A visão de tua alma produz. 
Toda vez que do cimo da história,
Se desenha o teu nome de luz

      Coro

      Tecida de claridade
      Recife sonha ao luar
      Lendária e heróica cidade,
      Plantada à beira-mar

Mauricéia, um fulgor vive agora, 
Que da Pátria foi belo fanal.
Dezessete! Que data e que aurora,
Coroando a cidade imortal.

      Coro
      Tecida de claridade...

E depois, com suprema ousadia,
Uma voz se exaltou senhoril,
Vinte e quatro! É daqui que irradia,
Nova luz para o céu do Brasil

      Coro
      Tecida de claridade..

                            

Recife, 18 de julho de 2003.

(Texto atualizado em 22 de novembro de 2007)

 

Busca "Palavra-chave"

Busca "A a Z"


Copyright © 2019 Fundação Joaquim Nabuco. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido pela Fundação Joaquim Nabuco