Home
Luiz do Nascimento

Lúcia Gaspar

Bibliotecária da Fundação Joaquim Nabuco

Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

 

         

         Luiz do Nascimento nasceu na cidade de Gravatá, Pernambuco, no dia 15 de dezembro de 1903, filho de Manuel do Nascimento de Jesus e Henriqueta Bezerra do Nascimento.

 

         Mostrando desde muito cedo tendências para o jornalismo, aos 14 anos começou a exercê-lo escrevendo para o semanário da sua cidade natal O Gravataense.

 

         Junto com outros jovens, criou e redigiu vários periódicos em Gravatá.

 

        luiz Em 1926, transferiu-se para o Recife onde se dedicou integralmente à imprensa pernambucana, exercendo as funções de revisor, redator, noticiarista e tradutor em diversos jornais recifenses. Trabalhou no Jornal do Recife, Correio Jornal, Diário da Manhã, Diário da Tarde e, durante 30 anos, no Jornal do Commercio, diário de F. Pessoa de Queiroz, de onde se aposentou em 1964.

 

         Colaborou ainda com o Jornal PequenoA Notícia, Folha da Manhã eDiario de Pernambuco, sendo correspondente também de A Noite A Noite Ilustrada.

 

         Foi um dos fundadores e diretor do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Recife e dirigiu a Associação de Imprensa de Pernambuco.

 

         Em 1952, Luiz do Nascimento iniciou a pesquisa para sua principal obra,História da imprensa de Pernambuco, 1821 a 1954 (15 volumes). Mergulhou nas coleções da Biblioteca Pública de Pernambuco, do Gabinete Português de Leitura, do Arquivo Público Estadual, do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano e da Faculdade de Direito, além de bibliotecas do interior, de outras capitais brasileiras, incluindo a Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, e até de particulares e colecionadores.  

 

         Era membro do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano e da Academia Pernambucana de Letras, onde ocupou a cadeira nº 39, cujo patrono é Mário Melo.

 

         Além da História da imprensa de Pernambuco, 1821 a 1954, é autor, entre outras, das seguintes obras: Imprensa periódica pitoresca de Pernambuco: sinopse (1954); O jornal por dentro e por fora (1962); Imprensa do Recife (1964); Três mestres de Direito no “batente” do jornal: Tobias Barreto, Martins Júnior e Clóvis Beviláqua (1966); A imprensa vitoriense no século XIX (1967); História da imprensa de Goiana (1970); Sesquicentenário do primeiro jornal pernambucano (1971) e duas publicadas postumamente: O Recife pela voz dos poetas (1977) e Dicionário de pseudônimos de jornalistas pernambucanos (1983).

 

         Luiz do Nascimento morreu em novembro de 1974.

 

Recife, 14 de julho de 2004.

(Atualizado em 28 de agosto de 2009).

 

 

FONTES CONSULTADAS:

 

NASCIMENTO, Luiz. O Recife pela voz dos poetas. Recife: Conselho Municipal de Cultura, 1977.

SILVA, Jorge Fernandes da. Vidas que não morrem. Recife: Governo de Pernambuco. Departamento de Cultura, 1982. p.287-288.

 

 

COMO CITAR ESTE TEXTO:

 

Fonte: GASPAR, Lúcia. Luiz do Nascimento. Pesquisa Escolar Online, Fundação Joaquim Nabuco, Recife. Disponível em: <http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/>. Acesso em: dia  mês ano. Ex: 6 ago. 2009.

 

Busca "Palavra-chave"

Busca "A a Z"


Copyright © 2020 Fundação Joaquim Nabuco. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido pela Fundação Joaquim Nabuco