Home
Jota Júnior

Semira Adler Vainsencher

Pesquisadora da Fundação Joaquim Nabuco

Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

 


Joaquim Antônio Candeias Júnior nasceu em Belém do Pará, no dia 1º de novembro de 1923. Aprendeu a tocar violão sozinho e começou a compor aos 12 anos de idade, fazendo pequenas canções sobre o cotidiano que vivia. Seu primeiro samba intitulou-se Agora é tarde.

 

Joaquim seguiu a carreira militar e, em 1945, formou-se na Academia Militar de Agulhas Negras, no Rio de Janeiro. Nas horas de lazer, frequentava o Bar Tupã e a Rádio Mayrink Veiga, convivendo com artistas da época, tais como Cyro Monteiro, Humberto Teixeira, Alberto Ribeiro e Braguinha (João de Barro).

 

Quem primeiro gravou uma música de sua autoria foi a cantora Odete Amaral, em 1949, com o samba Surpresa.

 

No final de 1951, Virginia Lane - a vedete e cantora do Teatro de Revista - procurou Jota Júnior e pediu-lhe para compor uma música de carnaval. Então, ele elaborou (em parceria com Luís Antônio) a marchinha Sassaricando.Por ser maliciosa, a música agradou tanto a Walter Pinto (diretor da peça intitulada Jabaculê de Penacho, que tinha Virginia Lane no elenco), que ele não apenas adotou a marchinha, mas mudou o nome da peça para Eu Quero Sassaricar. A letra da música era a seguinte:

 


Sassaricando

 

Sassassaricando,

Todo o mundo leva a vida no arame,

Sassassaricando

A viúva, o brotinho e a madame,

O velho, na porta da Colombo,

É um assombro,

Sassassaricando.

 

Quem não tem seu sassarico,

Sassarica mesmo só,

Porque sem sassaricar,

Essa vida é um nó!

 


Joaquim manteve-se sempre discreto, fugindo de entrevistas e badalações, e se escondia atrás dos pseudônimos Jota Júnior e Candeias Jota Júnior. Com esses nomes, ele possui cerca de 150 obras musicais gravadas, entre as quais, Sapato de pobre é tamancoConfete pedacinho colorido de saudadeFavela AmarelaGarota de Saint TropezSapato de Pobre, Garota Bikini, Twist no Carnaval, Luz de Vela, Enquanto Houver VocêCarnaval Azul,Menino de Rua, Dora me Disse, É Sempre Assim, Tudo Me Lembra Você, Teco-Teco Azul, FelicidadeMar Sereno Lama no Asfalto. Ele tem, ainda, mais de 50 músicas inéditas, e algumas dezenas de poemas.

 

Entre outros, compôs em parceria com Luiz Antônio, Antonio de Pádua Vieira Costa, Oldemar Magalhães, Humberto Teixeira, João de Barro (Braguinha), Alcyr Pires Vermelho, Luiz Bandeira, David Nasser, Gilberto Alves e Jackson do Pandeiro.

 

Com Luís Antônio, por exemplo, Jota Júnior criou a popular música Lata d’água na cabeça, cuja letra está registrada a seguir.

 


Lata d’água na cabeça

 

Lata d’água na cabeça,

Lá vai Maria,

Lá vai Maria,

Sobe o Morro e não se cansa,

Pela mão leva a criança,

Lá vai Maria.

Maria lava roupa lá no alto,

Lutando pelo pão de cada dia,

Sonhando com a vida do asfalto,

Que acaba onde o morro principia.

 


Os cantores Orlando Silva, Dalva de Oliveira, Francisco Alves, Ângela Maria, Linda e Dircinha Batista, Emilinha Borba, Elizeth Cardoso, Nelson Gonçalves, Jorge Veiga, Jair Rodrigues, entre mais de setenta intérpretes, gravaram as músicas de Jota Júnior.

 

O compositor encerrou sua carreira militar como Coronel do Exército. Sempre muito produtivo, exerceu, também, a função de coronel-professor, no Magistério Militar; e, quando estava na reserva, foi trabalhar na área de administração de empresas.

 

No ano 2000, lançou o CD Candeias Jota Jr. canta suas músicas, com participação especial de Luís Cláudio Ramos, nos arranjos e acompanhamento ao violão. No CD, entre outras composições, encontram-se: Amigos, velhos amigosMenina do LeblonAlegria de chegar e Menino de rua. Ainda no mesmo ano, lançou o segundo volume do CD Candeias Jota Jr. canta suas músicas. Desta vez, teve a participação especial de Ubirajara Corrêa e Renato Terra. Por fim, em 2002, lançou o terceiro volume do CD, onde se destacaram as músicasVocê, razão de tudo Carnaval seresta.

 

Jota Júnior era filiado à União Brasileira de Compositores (UBC); à Sociedade Brasileira de Administração e Proteção de Direitos Intelectuais (SOCINPRO) da qual foi Diretor Administrativo; e à Ordem dos Músicos do Brasil (OMB).

 

Bastante alegre e jovial, o compositor tinha boa forma física e caminhava na praia todos os dias. Ele costumava repetir a seguinte frase:

 A vida só gosta de quem gosta dela. 

Jota Júnior foi casado com D. Lylia (falecida em dezembro de 2001) e, com ela, teve dois filhos e cinco netas. Viúvo, ele casa com a D. Brigitte, em novembro de 2004.

No dia 19 de janeiro de 2009, aos 85 anos, Jota Júnior faleceu no Rio de Janeiro, vítima de um edema pulmonar. Seu corpo foi velado no Cemitério São João Batista, e cremado no Cemitério do Caju. Joaquim Antônio Candeias Jota Júnior deixou uma vasta e importante contribuição à Música Popular Brasileira.

 


Recife, 23 de janeiro de 2009.

 

 

 


FONTES CONSULTADAS
:

 

 

 

 

 

CANDEIAS Jota Jr. Disponível em: <http://www.revivendomusicas.com.br/biografias_detalhes.asp?id=78>. Acesso em: 25 jan. 2009.

 

DATAS. Veja, São Paulo, ed. 2097, ano 42, n. 4, 28 jan. 2009.

 

DICIONÁRIO Cravo Albin da Música Nacional Brasileira. Disponível em: <goo.gl/icBh9K>. Acesso em: 25 jan. 2009.

 

MARQUES, Maximiliano. A música do Teatro de Revista. Disponível em: <http://www.pensemusica.com.br/pensemusica/teatroderevista.htm>. Acesso em: 25 jan. 2009.

 

MORRE o compositor Candeias Júnior. Disponível em: <goo.gl/K9xGoE>. Acesso em: 25 jan. 2009.

 

MORRE o compositor Candeias Júnior. Disponível em: <http://kiminda.wordpress.com/2009/01/22/morre-o-compositor-candeias-jr/>. Acesso em: 25 jan. 2009.

 

 

 

COMO CITAR ESTE TEXTO: 

 


Fonte: VAINSENCHER, Semira Adler. Jota Júnior. Pesquisa Escolar Online, Fundação Joaquim Nabuco, Recife. Disponível em: <http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/index.php>. Acesso em: dia  mês ano. Ex: 6 ago. 2009.

 

 

 

Busca "Palavra-chave"

Busca "A a Z"


Copyright © 2019 Fundação Joaquim Nabuco. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido pela Fundação Joaquim Nabuco