Home
Bonecos Gigantes de Pernambuco (A-Z)
Compilação de Lúcia Gaspar
Bibliotecária da Fundação Joaquim Nabuco
Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

Os Bonecos Gigantes Foliões de Pernambuco, presentes no carnaval pernambucano desde 1919, tiveram uma “explosão demográfica” a partir da década de 1980. 

Uma grande quantidade de bonecos gigantes caracterizados como tipos populares, políticos e outras personalidades desfilam a cada ano no carnaval de Pernambuco. 

Em 2009, foi realizado o Primeiro Encontro dos Bonecos Gigantes de Olinda, que reuniu   trinta bonecos. Em 2010, esse número dobrou para sessenta e, em 2012, o evento contou com cem.

Devido à inovação nos materiais utilizados para sua confecção, a nova geração dos bonecos gigantes de Pernambuco tem expressões faciais e figurinos que impressionam pelo realismo. Alguns desses bonecos podem ser apreciados, durante todo o ano, na Embaixada de Pernambuco dos Bonecos Gigantes de Olinda, localizada na Rua do Bom Jesus, no bairro do Recife

Com base no livro do pesquisador Olimpio Bonald Neto, Os gigantes foliões em Pernambuco (2007), e em outras fontes documentais, foram relacionados pelo nome, em ordem alfabética, mais de oitenta bonecos gigantes pernambucanos. Olinda é a cidade pernambucana onde “nasceu” a maioria deles, como se pode constatar pela relação alfabética por cidade de origem, no final deste texto.

BONECOS GIGANTES POR “NOME DE BATISMO” (A-Z)
ARTUSÃO – 1988, Olinda
(O) BATATA (Isaias Pereira da Silva) – [1994?], Olinda
(O) BARBA PAPA – 1974, Olinda 
(A) BOCHECHA - [198-?], Olinda
BONECO PÉ INCHADO – 1987, Olinda
BONECO ZÉ PITÚ – 1990, Olinda
(A) BRUXA – 1985, Olinda 
(O) CALIFA - 1987, Olinda
CAPITÃO ALCEU VALENÇA – 1987, Olinda
CARLITOS – 1986, Recife
(O) CARTEIRO – 1983, Recife
(O) COMELÃO – 1997, Recife
(O) CUECÃO – 1984, Olinda
(O) DEMO – 1983 – Olinda
DEVASSO – 2013, Olinda
DEVASSOS DA SÉ- 2003, Olinda
(O) DIÁRIO - 1993, Recife
DONA CAROLINA – [199-?], Gravatá
DONA OLINDA, OLINDAMENTE LINDA – 1985, Olinda
DONA ORANGINA – 1991, Itamaracá
DR. FAISÃO – 1991, Olinda
DR. QUERO,QUERO – 1982, Olinda
EMBOLA NEGO – [198-?], Olinda
ENÉAS FREIRE – 2009, Olinda
(A) ESPOLETA  – [198-?], Olinda
(O) FILHO DO HOMEM DA MEIA NOITE – [197-?], Recife
(O) FOFÃO – 1986, Olinda
(A) FOFOQUEIRA DO GUADALUPE – 1988, Olinda
FOFOQUEIROS DE OLINDA – 1990, Olinda
(A) GALEGA DE OLINDA – [198-?], Olinda
(O) GARÇON DE OLINDA – 1986, Olinda
(A) GARÇONETE – 1989, Olinda
(O) GAROTO DA ILHA DO MARUIM - 1990, Olinda
GAROTO DE VASSOURA – 1990, Olinda
GILBERTO FREYRE – 1989, Recife
(O) GONZAGÃO - [199-?], Recife
(O) GUARDA NOTURNO – 1980, Olinda 
(A) HOMELHADA – 1986, Recife
(O) HOMEM DA MADRUGADA – 1968, Recife
(O) HOMEM DA MEIA NOITE - 1932, Olinda 
(O) INCRÍVEL HUCK – [198-?], Olinda
(O) JACARÉ –1991, Olinda
JOHN TRAVOLTA – 1979, Olinda
LAMPIÃO – 1986, Olinda
(O) LINGUARUDO DE OURO PRETO – 1983, Olinda
(A) LUANA EM FOLIA – 1987, Olinda 
LUIZ GONZAGA – 2012, Olinda
MÃE OLINDA – 1984, Olinda
MALUQUETE – 1988, Olinda
MANOEL BOMBARDINO – 1990, Gravatá
MARIA BATALHÃO DO PORTO SEGURO – 1988, Olinda
MARIA BONITA – 1986, Olinda
MAROCAS DE OLINDA – 1988, Olinda
(A) MENINA DA TARDE – 1977, Olinda
MENINO DA GRÁFICA – 1987, Olinda
(O) MENINO DA TARDE – 1974, Olinda 
(O) MENINO DO FAROL  – 1978, Olinda
(O) MENINO DO RIO DOCE – 1982, Olinda
MENINO GIGANTE DE SAPUCAIA – 1986, Olinda
(O) MENINO SERAPIÃO – 1988, Olinda
(A) MULHER DO DIA – 1968, Olinda 
(A) NORDESTINA – 1981, Olinda
(A) PADILHA – 1988, Olinda
PALHAÇO DE GRAVATÁ – 1990, Gravatá
PALHAÇO TRINCA DE ÁS – 1985, Olinda
PARALELO – 1990, Recife
PEDRINHO DA PILAR – 1987, Olinda
(O) PERIQUITO – 1988, Paulista
(O) PROFESSOR – 1987, Olinda
(O) PROFETA – 1976, Olinda
RAPOSÃO (ANTIGO FAUSTÃO) – 1988, Olinda
RECRIANÇA – 1986, Olinda
(O) SAPATEIRO – 2005, Recife
SEU MALAQUIAS – 1948, Carpina
SEXTA FEIRA – 1990, Olinda
(O) SOBE E DESCE – 1979, Olinda
(A) SOLDADA DA MEIA NOITE – 1989, Nazaré da Mata
(O) SOLDADO DA MEIA NOITE – 1989, Nazaré da Mata
TABACO – 1986, Olinda
TADEU NO FREVO – 1986, Abreu e Lima
(O) TARADO DA SÉ – 1988, Olinda
TÔ A FIM – 1990, Recife
URSO GILDÃO- 1991, Recife
VÉIO MANGABA – 2013, Olinda
VITALINA – 1929, Belém de São Francisco
ZÉ PEREIRA – 1919, Belém de São Francisco
ZÉ PEREIRA – 1988, Olinda
ZEU DE OLINDA – 1985, Olinda 
 
BONECOS GIGANTES POR CIDADE DE “NASCIMENTO” 

ABREU E LIMA
TADEU NO FREVO 

BELÉM DE SÃO FRANCISCO
VITALINA 
ZÉ PEREIRA 

CARPINA
SEU MALAQUIAS 

GRAVATÁ
DONA CAROLINA 
MANOEL BOMBARDINO 
PALHAÇO DE GRAVATÁ 

ITAMARACÁ
DONA ORANGINA 

NAZARÉ DA MATA
(A) SOLDADA DA MEIA NOITE
(O) SOLDADO DA MEIA NOITE 

OLINDA
ARTUSÃO 
(O) BATATA (Isaias Pereira da Silva)
(O) BARBA PAPA   
(A) BOCHECHA 
BONECO PÉ INCHADO 
BONECO ZÉ PITÚ 
(A) BRUXA  
(O) CALIFA 
CAPITÃO ALCEU VALENÇA 
(O) CUECÃO  
(O) DEMO  
DEVASSO – 2013, Olinda
DEVASSOS DA SÉ
DONA OLINDA, OLINDAMENTE LINDA 
DR. FAISÃO 
DR. QUERO QUERO 
EMBOLA NEGO 
(A) ESPOLETA  
(O) FOFÃO  
(A) FOFOQUEIRA DO GUADALUPE  
FOFOQUEIROS DE OLINDA 
(A) GALEGA DE OLINDA  
(O) GARÇON DE OLINDA
(A) GARÇONETE  
(O) GAROTO DA ILHA DO MARUIM 
GAROTO DE VASSOURA 
(O) GUARDA NOTURNO   
(O) HOMEM DA MEIA NOITE 
(O) INCRÍVEL HUCK  
(O) JACARÉ  
JOHN TRAVOLTA 
LAMPIÃO 
(O) LINGUARUDO DE OURO PRETO 
LUIZ GONZAGA
(A) LUANA EM FOLIA 
MÃE OLINDA 
MALUQUETE 
MARIA BATALHÃO DO PORTO SEGURO 
MARIA BONITA 
MAROCAS DE OLINDA 
(A) MENINA DA TARDE 
MENINO DA GRÁFICA
(O) MENINO DA TARDE  
(O) MENINO DO FAROL 
(O) MENINO DO RIO DOCE  
(O) MENINO GIGANTE DE SAPUCAIA 
(O) MENINO SERAPIÃO  
(A) MULHER DO DIA 
(A) NORDESTINA  
(A) PADILHA  
PALHAÇO TRINCA DE ÁS 
PEDRINHO DA PILAR 
(O) PROFESSOR  
PROFETA (O) 
RAPOSÃO (ANTIGO FAUSTÃO) 
RECRIANÇA 
SEXTA FEIRA 
(O) SOBE E DESCE 
TABACO 
(O) TARADO DA SÉ  
ZÉ PEREIRA 
ZEU DE OLINDA  

PAULISTA
(O) PERIQUITO  

RECIFE
CARLITOS 
(O) CARTEIRO  
(O) COMELÃO  
(O) DIÁRIO  
(O) FILHO DO HOMEM DA MEIA NOITE 
GILBERTO FREYRE 
(O) GONZAÇÃO 
(A) HOMELHADA  
(O) HOMEM DA MADRUGADA  
PARALELO 
(O) SAPATEIRO  
TÔ A FIM 
URSO GILDÃO

Recife, 25 de janeiro de 2013.

FONTES CONSULTADAS:

BONALD NETO, Olímpio. Os gigantes foliões em Pernambuco. 2.ed. Recife: CEPE, 2007. 

CATÁLOGO de agremiações carnavalescas do Recife e Região Metropolitana. Recife: Associação dos Maracatus de Baque Solto de Pernambuco; Prefeitura do Recife, 2009.  

COMO CITAR ESTE TEXTO:

Fonte: GASPAR, Lúcia. Bonecos Gigantes de Pernambuco (A-Z). Pesquisa Escolar Online, Fundação Joaquim Nabuco, Recife. Disponível em: <http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/>. Acesso em: dia mês ano. Ex: 6 ago. 2009.
 

Busca "Palavra-chave"

Busca "A a Z"


Copyright © 2019 Fundação Joaquim Nabuco. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido pela Fundação Joaquim Nabuco