Erro
  • DB function failed with error number 1142
    CREATE command denied to user 'pe_user'@'localhost' for table 'jos_vvisitcounter' SQL=CREATE TABLE IF NOT EXISTS jos_vvisitcounter ( id int(11) unsigned NOT NULL AUTO_INCREMENT, tm int NOT NULL, ip varchar(16) NOT NULL DEFAULT '0.0.0.0', PRIMARY KEY (`id`) ) ENGINE=MyISAM AUTO_INCREMENT=1;
  • DB function failed with error number 145
    Table '.\pesquisaescolar\jos_vvisitcounter' is marked as crashed and should be repaired SQL=INSERT INTO jos_vvisitcounter (id, tm, ip) VALUES ('', '1695770382', '18.206.194.21')
  • DB function failed with error number 145
    Table '.\pesquisaescolar\jos_vvisitcounter' is marked as crashed and should be repaired SQL=SELECT MAX(id) FROM jos_vvisitcounter
  • DB function failed with error number 145
    Table '.\pesquisaescolar\jos_vvisitcounter' is marked as crashed and should be repaired SQL=SELECT COUNT(*) FROM jos_vvisitcounter WHERE tm >= '1695697200'
Home
Juta

jutaA juta é uma planta têxtil pertencente à família das Filáceas. As espécies do gênero Corchorus são: Corchorus capsularis L. que atinge de 3 a 5m de altura e a Corchorus olitorius L. com 1 a 4m de comprimento, sendo a primeira mais importante sob o ponto de vista têxtil.

Colonos japoneses em 1929 fizeram as primeiras tentativas de introdução da juta na Amazônia. Cinco anos depois o colono Ryoto Oyama consegue produzir uma variedade de juta adaptada às condições da região amazônica.

Nas terras baixas de várzea o plantio se dá em agosto ou setembro, com a várzea saindo d’água. Nas várzeas altas se dá em novembro quando as chuvas principiam e nas terras altas, semeia-se em janeiro. O corte é feito quando a juta floresce antes de frutificar, usando-se a foice ou facão.

Terminado o corte, procede-se o desgalhamento e limpeza das hastes que são então reunidas em feixes de 100 unidades e amarrados com cordas improvisadas com casca da própria planta. Procede-se então a etapa de "afogamento" das hastes feito em água ligeiramente corrente ou, na impossibilidade desta, em água parada.

Completada esta etapa, quando as fibras são facilmente desprendidas da casca, faz-se o desfibramento e lavagem que consiste na retirada da casca das fibras. Feito isso as fibras são batidas fortemente na água e lavadas completamente; para secar, estende-se a juta em varais ou estendais de secagem.

Terminada esta operação as fibras são batidas nas próprias estacas dos varais e formados os manojos ou meadas ligeiramente torcidas, amarradas e assim enviadas para o local do enfardamento. Aí as fibras são classificadas e prensadas em fardos de até 180 quilos.

As fibras de juta chamadas comercialmente de "fibras moles" são empregadas na confecção de telas e tecidos de aniagem, serrapilheiras, cordas, barbantes, tapetes, etc. As indústrias de guerra utilizam a nitro-juta, explosivo de grande poder destruidor.

 

COMO CITAR ESTE TEXTO:

Fonte: JUTA. Pesquisa Escolar Online, Fundação Joaquim Nabuco, Recife. Disponível em: <http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/>. Acesso em: dia  mês ano. Ex: 6 ago. 2009. 

 

Copyright © 2023 Fundação Joaquim Nabuco. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido pela Fundação Joaquim Nabuco