Home
Círio de Nazaré


O Círio de Nazaré é uma grande festa religiosa iniciada em 1793, em Belém do Pará, que reúne milhares de romeiros e devotos de todas as regiões do Brasil.

 

As lendas populares em torno da veneração à Santa Nazaré, no Brasil, contam que um caboclo chamado Plácido, caçando na estrada de Utinga, hoje conhecida por Avenida Nazaré, encontrou a imagem da Santa entre os rochedos, levou-a para casa e colocou-a em um pequeno altar. No dia seguinte ela não mais estava lá. Dias depois voltou ao mesmo lugar para caçar e novamente encontrou a imagem entre as pedras. Outra vez levou-a para casa e mais uma vez a imagem sumiu de lá, sendo encontrada no lugar onde foi descoberta pela primeira vez.

 

Esta história chegou ao conhecimento do governador da Província de Grão-Pará, Dom Francisco de Souza Coutinho, que levou a imagem para seu palácio. Mas novamente a imagem desapareceu, indo para o lugar de origem, entre as pedras.

 

Diante de tantos misteriosos desaparecimentos, o governador ordenou, que no local do aparecimento da imagem, fosse construída uma capelinha de taipa coberta de palhas, para onde foi conduzida a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, com 30 centímetros de altura, réplica da imagem que existe em Portugal.

 

Este acontecimento solene, realizado no dia 8 de setembro de 1793, deu início ao primeiro Círio de Nazaré, mediante uma procissão, que se deslocou do Palácio do governo para a capelinha edificada no local do aparecimento entre os rochedos. A Imagem foi levada no colo do arcipreste José Monteiro de Noronha, governador do Bispado, com muita pompa militar.

 

Desta data em diante o Círio sofreu muitas modificações de datas dentro do calendário Gregoriano. Atualmente está sendo celebrado sempre no segundo domingo do mês de outubro.

 

Devido as grandes peregrinações anuais em culto à Nossa Senhora de Nazaré, as autoridades locais reedificaram a capelinha, construíndo no local uma Basílica em estilo romano, de forma retangular, com capacidade para receber milhares de católicos que vão prestar suas homenagens à virgem.

 

A festa tem início no domingo de manhã, com grande concentração popular em frente a Catedral, no Largo da Sé, onde é celebrada a missa que antecede a procissão, incluindo um percurso de cerca de quatro quilômetros ao longo da cidade.

 

Durante cinco dias, a comunidade religiosa participa de vias-sacras, batizados, casamentos, crismas, bênçãos para enfermos e pagamentos de promessas.

 

Paralela a esta homenagem ecumênica seguem os festejos populares com brincadeiras, apresentação de grupos de danças, feiras de artesanatos e comidas típicas da região.

 

O Círio de Nazaré, é uma festa que reverencia a fé e o misticismo do povo cristão.

 

Recife, 22 de julho de 2003.

  (Texto atualizado em 30 de outubro de 2007).


FONTE CONSULTADA:

 

ALVES, Luiz Antonio. O Círio de Nazaré. Cultura, Brasília, ano 6, n. 22, p. 16-23, jul./ set. 1976.

CÍRIO de Nazaré. Foto nesse texto. Disponível em: <
http://professorrafaelporcari.com/2015/10/10/a-grande-festa-do-cirio-de-nazare/>. Acesso em: 2 ago. 2016. 

 

 

COMO CITAR ESTE TEXTO:

 

Fonte: MACHADO, Regina Coeli Vieira. Círio de Nazaré. Pesquisa Escolar Online, Fundação Joaquim Nabuco, Recife. Disponível em: <http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/>. Acesso em: dia  mês ano. Ex: 6 ago. 2009.

 

Busca "Palavra-chave"

Busca "A a Z"


Copyright © 2019 Fundação Joaquim Nabuco. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido pela Fundação Joaquim Nabuco