Home J
Ponte Santa Isabel, Recife

Lúcia Gaspar

Bibliotecária da Fundação Joaquim Nabuco

Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

 

 

         A ponte Santa Isabel, no Recife, situada sobre o rio Capibaribe, vai da rua do Sol à rua da Aurora, no trecho entre a Praça da República (fundos do Teatro Santa Isabel) e a rua Princesa Isabel, ligando os bairros de Santo Antônio e da Boa Vista.

 

Primeira ponte de ferro da cidade, foi idealizada por Louis Léger Vauthier e construída pelo engenheiro inglês William Martineau.

 

Inaugurada no dia 2 de dezembro de 1863, durante a administração do conselheiro João Silveira de Souza, a ponte foi reconstruída, em 1913, no governo de Dantas Barreto, quando era prefeito da cidade Eudoro Correia.

 

Em relatório apresentado pelo governo de Manoel Borba, em 1916, naPrimeira Grande Feira Anual do Distrito Federal, no Rio de Janeiro, há um trecho sobre as obras de reconstrução da ponte, cujos “encontros são de alvenaria e pedra; os esteios de ferro (parafusos de Mitchell); vigas mestras de ferro; transversinas de ferro e de concreto armado; calçamento de parallelipipedos e varandas de ferro medindo 159,90 metros de comprimento por 10,90 metros de largura. Diz ainda, o lastro de concreto armado e os trabalhos de reconstrução foram feitos pela Commissão de Saneamento que despendeu nos mesmos trabalhos 96:585$190”.

 

 Em 1967, na gestão do prefeito Augusto Lucena, a ponte foi reestruturada após os danos causados pelas enchentes do rio Capibaribe nos anos de 1965 e 1966.

 

Há controvérsias sobre o seu verdadeiro nome. Muitos recifenses a chamam equivocadamente de ponte Princesa Isabel, porém, apesar de não ter placa, o nome Santa Isabel é ratificado por historiadores importantes, além de constar em fontes históricas antigas. Uns poucos pesquisadores afirmam, ainda, que o seu verdadeiro nome seria ponte Pedro II.

 

 

Recife, 24 de maio de 2005.

            (Texto atualizado em 11 de outurbo de 2007).

 

 

FONTES CONSULTADAS:

 

 

FRANCA, Rubem. Monumentos do Recife: estátuas e bustos, igrejas e prédios, lápides, placas e inscrições históricas do Recife. Recife: Secretaria de Educação e Cultura, 1977. 382p.

 

GONÇALVES, Fernando Antônio. O Capibaribe e as pontes: dos ontens bravios aos futuros já chegados. Recife: Comunigraf; Prefeitura da Cidade do Recife, 1997 86p. (Retratos do Recife).

 

PARAHYM, Orlando. Algumas pontes do Recife. Separata da Revista do Departamento de Cultura, Recife, n.8, p. 135-149, dez. 1973.

 

PERNAMBUCO: agricultura, industrias, artes, commercio. Recife: Imprensa Industrial, 1918. 114p. 

 

 

COMO CITAR ESTE TEXTO:

 

Fonte: GASPAR, Lúcia. Ponte Santa Isabel, Recife, PE. Pesquisa Escolar Online, Fundação Joaquim Nabuco, Recife. Disponível em: <http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/>. Acesso em: dia  mês ano. Ex: 6 ago. 2009.

 

 
Copyright © 2019 Fundação Joaquim Nabuco. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido pela Fundação Joaquim Nabuco