Home
Ponte Duarte Coelho


Considerada uma das mais belas e modernas pontes da cidade do Recife, sobreposta sobre o rio Capibaribe , interliga os bairros da Boa Vista e Santo Antônio, e as principais vias de acesso, a Avenida Conde da Boa Vista e a Avenida Guararapes.

Foi construída inicialmente em estrutura metálica, no ano de 1868 e servia de suporte ao tráfego ferroviário dos trens urbanos da Brazilian Company Limited, a histórica e conhecida, Maxambomba, que tinha sua estação central localizada no bairro de Santo Antônio.

Em 1915, foi desativada em decorrência do desgaste do tempo e vendida ao ferro velho, sendo reconstruída em concreto armado, em 1943, na administração do prefeito Morais Filho, permanecendo até os dias de hoje em bom estado de conservação.

Serve como um gigantesco palco para as comemorações do carnaval de rua do Recife, considerado o maior do mundo e que tem como principal atração o desfile do Galo da Madrugada, no sábado de Zé Pereira. É um espetáculo histórico, registrado no Guiness Book, conhecido pernambucanamente como o Book dos Arretados.

Recife, 15 de julho de 2003.

(Texto atualizado em 11 de outubro de 2007).

 

 

FONTES CONSULTADAS:

 

FRANCA, Rubem. Monumentos do Recife: estátuas e bustos, igrejas e prédios, lápides, placas e inscrições históricas do Recife. Recife: Secretaria de Educação e Cultura, 1977. 382 p.

 

GONÇALVES, Fernando Antonio. O Capibaribe e as pontes: dos ontens bravios aos futuros já chegados. Recife: Comunigraf, 1997. 86 p. 

 

 

 

COMO CITAR ESTE TEXTO:

 

Fonte: MACHADO, Regina Coeli Vieira. Ponte Duarte Coelho. Pesquisa Escolar Online, Fundação Joaquim Nabuco, Recife. Disponível em: <http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar/>. Acesso em: dia  mês ano. Ex: 6 ago. 2009.

 

Busca "Palavra-chave"

Busca "A a Z"


Copyright © 2019 Fundação Joaquim Nabuco. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido pela Fundação Joaquim Nabuco